ÚLTIMA HORA: “Esquema” para prejudicar Ultramarina

Escrito por Editor JSN . Publicado em São Nicolau

Os dados assim apontam e está cada vez mais claro que a própria FCF não está a ser isenta no caso que envolve os campeões de São Nicolau e São Vicente

 



É um exclusivo do JSN. O jogo de ontem que opôs o Mindelense e o Ultramarina já quando começou ficou claro que não haveria lugar nem a prolongamento nem a grandes penalidades. É o que apurou o JSN junto de fonte bem posicionada, uma situação que deixa a própria FCF em mãos lençóis.



Um alto dirigente da FCF teria dito durante a reunião técnica que após os 90 minutos o jogo teria que acabar e que, independentemente do resultado, não haveria lugar a prolongamento. Uma situação que voltou a indispor a equipa do Ultramarina depois de toda a celeuma criada em torno da não realização do jogo da primeira mão.



A fonte do JSN diz mesmo que o vice- presidente da FCF, Benvindo Leston, fez tal afirmação na presença de dirigentes do conselho nacional de arbitragem, dos dois clubes em prova, da equipa de arbitragem liderada por Manuel Timas e de representantes da comissão de gestão do futebol em São Vicente.



Segundo a nossa fonte a FCF alega que não se podia ir a prolongamento devido à não realização do jogo da primeira mão.



“Esta situação mostra que a FCF não está a ser imparcial” desabafa um observador ouvido pelo nosso Jornal que perante este novo caso não tem dúvidas em afirmar que há um “esquema” para prejudicar o Ultramarina.



Um caso que promete novos desenvolvimentos.

 

Redação

 

 

 

comments

Comentários (0)

Cancel or

Comentar


Código de segurança
Atualizar

Edição em papel

Brevemente disponível
para download em PDF
(Gratuito)