Ulisses quer mudança para São Nicolau poder desenvolver

Escrito por Editor JSN . Publicado em São Nicolau

O líder do MpD assegurou que os compromissos assumidos com São Nicolau vão catapultar a ilha para um novo patamar de desenvolvimento. No Terreiro da Ribeira Brava, o candidato do MpD deixou uma mensagem de esperança à fábrica SUCLA

 


O presidente do MpD que discursava quarta-feira, 9, no Terreiro da Ribeira Brava, em comício promovido pela sua candidatura na ilha de São Nicolau, sustentou que esta ilha precisa de um novo governo de modo a dinamizar a economia local. Ulisses Correia e Silva garantiu por outro lado que a prioridade são os transportes, “problema maior” de São Nicolau. Assumiu o compromisso de estabelecer uma ligação marítima e aérea de forma regular e previsível.

Ligar São Nicolau às restantes ilhas do arquipélago é uma necessidade observou o candidato.

A estrada Tarrafal/Ribeira Brava pelo litoral via D’boxe d’ Rotcha/Preguiça é outra grande prioridade do MpD. “Com essa estrada teremos desenvolvimento, melhor circulação de mercadoria e para chegarmos aos dois concelhos com mais facilidade e rapidez”.

Ulisses Correia e Silva afirmou que o desemprego é o maior drama social do país e de São Nicolau em particular, por isso o seu futuro governo vai apostar na criação de emprego e trabalho particularmente para os jovens.

Fazer de São Nicolau um destino turístico de excelência é outra aposta de Ulisses que assegurou trabalhar para melhorar as condições nos setores de agricultura, pecuária e pesca. Sobre a pesca, deixou uma mensagem particular à conserveira SUCLA, tendo anunciado o desejo do seu governo em ser uma parceira da fábrica que segundo observou precisa expandir a sua produção para poder exportar para outros mercados e poder igualmente criar novos postos de trabalho no mercado local.

Durante a sua alocução, o candidato a PM assegurou que na sua governação não haverá lugares para comissários políticos e exemplificou casos como o INPS, a TACV e as várias delegações do MDR chefiados por “comissários”.

Quanto às câmaras municipais Ulisses prometeu ser um parceiro, trabalhando em articulação. “Para mim, não há câmaras do PAICV ou do MpD, tem câmaras municipais e vamos trabalhar com todos os cidadãos”, disse para de seguida assegurar que vai respeitar todas as pessoas.

Em jeito de conclusão, Ulisses Correia e Silva apelou à mudança no dia 20 e observou que o voto é um direito que não pode ser condicionado e que as pessoas devem votar livremente.


AC

 

 

 

comments

Comentários (0)

Cancel or

Comentar


Código de segurança
Atualizar

Edição em papel

Brevemente disponível
para download em PDF
(Gratuito)