Orçamento retificativo da câmara da Ribeira Brava encalha

Escrito por Editor JSN . Publicado em São Nicolau

O presidente da assembleia municipal da Ribeira Brava exerceu o direito de não votar e por isso a proposta apresentada pela edilidade encalhou por falta de maioria

 



A proposta de orçamento retificativo da câmara municipal da Ribeira Brava que sofreu um aumento na ordem dos 14 milhões de escudos, fixando-se nos 174 mil contos, acaba de ser chumbada na assembleia municipal que está reunida nesta terça-feira.


A bancada do PAICV que sustenta o executivo de Américo Nascimento deu seis votos à proposta de orçamento retificativo, o MpD também com seis votos votou contra, e o presidente da assembleia municipal, Carlos Ramos, exerceu o direto de não votar, o que originou um empate, acabando a proposta por não passar.


Carlos Ramos lembrou que o direito de não votar lhe assiste votar quando entender. E no caso em apreço entendeu que não deveria votar, acabando a proposta da câmara por encalhar-se.


A posição do presidente da assembleia é sinónimo de que o mesmo não irá mudar posição quanto aos instrumentos de gestão para 2016, também a serem reapreciados nesta sessão, depois do impasse registado na sessão anterior em que Carlos Ramos alegou ter acabado a lealdade política para com o presidente da câmara e por isso não valeria votar os dois instrumentos.

 

 

comments

Comentários (0)

Cancel or

Comentar


Código de segurança
Atualizar

Edição em papel

Brevemente disponível
para download em PDF
(Gratuito)