Governo garante realização de todos os estudos preliminares e complementares da Banca Furada

Escrito por Editor JSN . Publicado em São Nicolau

O Ministério do Desenvolvimento Rural (MDR) garante que na construção da barragem Banca Furada em Fajã, São Nicolau, foram seguidos todos os procedimentos, entre os quais a realização de estudos preliminares e complementares

 

 

De acordo com uma nota de esclarecimento do Governo, “a barragem de Fajã em São Nicolau, bem como todas as construídas até então, seguiu todos os procedimentos, tais como estudos preliminares e completares sendo geológicos, hidrológicos, de impacto ambiental, na base de concursos públicos internacionais para a selecção das empresas construtora e fiscalizadora”.


Essa barragem custou cerca de 700 mil contos, mas tem problemas de infiltração e a água das chuvas caídas depois do término da construção não consegue ficar acumulada.


"Após tomar conhecimento da infiltração da água, o MDR envidou todos os esforços na criação de equipas de trabalho técnica e jurídica, com o acompanhamento do Laboratório de Engenharia Civil (LEC), e técnicos do MDR, com o propósito de analisar as causas do acorrido", informa ainda o documento.


Depois de uma equipa técnica analisar a situação dessa infraestrutura, avançaram que não há problema de construção na barragem e que o problema poderá estar no solo de Banca Furada, que é de natureza muito permeável e de origem vulcânica.


Mas a explicação não satisfaz muitas pessoas, principalmente o Movimento para a Democracia (MpD), que através do deputado eleito por São Nicolau, Nelson Brito, questionou sobre os estudos, perguntando se a barragem foi construída sem a realização de estudos ou se os estudos foram ignorados.


O MDR pede a serenidade de todos os cabo-verdianos e informa que brevemente as equipas estarão em condições de apresentar os devidos esclarecimentos técnicos do sucedido, para que se possa chegar a soluções jurídicas e técnicas para a resolução definitiva da perda de água na barragem de Fajã na ilha de São Nicolau.


A barragem de Banca Furada, foi inaugurada a 26 de junho deste ano, e foi projectada para armazenar 300 mil metros cúbicos de água, tem capacidade para irrigar uma área de 35 hectares de terreno, beneficiar cerca de 200 agricultores locais e gerar cerca de 600 empregos indirectos. A barragem foi construída com financiamento do Governo, através do Programa de Linha de Crédito Português orçado em cerca de 700 mil contos. Mas o governo adianta que a obra ainda não foi entregue pela construtora.

 

 

 

 

 

comments

Comentários (0)

Cancel or

Comentar


Código de segurança
Atualizar

Edição em papel

Brevemente disponível
para download em PDF
(Gratuito)