São Nicolau já tem plano para reduzir mosquitos

Escrito por Editor JSN . Publicado em São Nicolau

Técnicos da saúde chegaram a São Nicolau a convite do autarca do Tarrafal e estão empenhados no controle ao mosquito. No terreno a equipa aproveitou para traçar um plano de ação que será seguido pelos técnicos que operam no terreno e terá acompanhamento regular a partir da Praia

 

 


Uma equipa do ministério da Saúde, programa de luta integrada contra vetores termina esta quinta-feira uma visita de três dias à ilha de São Nicolau. O convite foi do presidente da Câmara Municipal do Tarrafal, José Freitas de Brito, que solicitou ao ministério da Saúde um maior empenho no sentido de ajudar na resolução do problema dos mosquitos nesta região. A ideia é acabar com os mosquitos e evitar os incómodos e estancar possibilidades de transmissão de doenças.

 

António Monteiro que coordena o programa de luta contra mosquitos, disse ao JSN que aquele departamento do ministério da Saúde faz a supervisão a nível nacional para “ver, acompanhar e ajudar” na resolução de problemas, mas conforme sublinhou São Nicolau “é uma situação especial”, principalmente no município do Tarrafal, onde deram prioridade pelo facto de terem recebido algumas reclamações de entidades oficiais, autoridades sanitárias e também da população.

 

A equipa esteve acompanhada pelo delegado de saúde e pôde realizar uma ação de formação com profissionais de saúde e também com alguns técnicos da Câmara Municipal do Tarrafal, nomeadamente fiscais, sobre gestão de casos de paludismo e dengue e também sobre a prevenção de promoção da saúde e de luta contra o vetor.

 

Ontem, quarta-feira, a equipa esteve no terreno com equipamentos para fazer uma pequena demostração como é que se usa uma bomba, inseticida, abate, quantidade de dosagem e também ouviu preocupações de alguns moradores. "Juntamente com entidades municipais, elegemos alguns sítios considerados mais críticos e formos ver e resolver os problemas”, precisou.

 

Em Chã de Poça, por exemplo, a equipa constatou a existência de um poço onde as pessoas abastecem para as atividades rotineiras da casa mas a equipa deu conta de alguns resíduos daí terem feito a sua remoção.

 

Segundo o nosso interlocutor, a Câmara do Tarrafal prometeu continuar a colaborar para estancar possíveis focos de mosquito na região.

 

A equipa que veio da Cidade da Praia já traçou um plano de ação que será seguido pelos técnicos que operam no terreno e terá um acompanhamento regular a partir da Praia, em articulação com a delegacia de Saúde.

 

Durante a estada no Tarrafal, a equipa aproveitou para visitar e supervisionar o centro de saúde do Tarrafal no tocante a doentes portadores do VIH, consultaram os medicamentos em stock, nomeadamente, inseticidas, e prazos de validade, e constataram situações “confortáveis” conforme o nosso informante. “Acho que há condições para as pessoas viverem tranquilas porque constatamos cidades limpas, organizadas, pessoas muito participativas e interessadas”, atestou o também médico António Monteiro.

 

Anísia Campinha

 

comments

Comentários (0)

Cancel or

Comentar


Código de segurança
Atualizar

Edição em papel

Brevemente disponível
para download em PDF
(Gratuito)