Covoada comemora pascoelinha neste fim-de-semana

Escrito por Editor JSN . Publicado em São Nicolau

Depois da páscoa e pascoela é agora tempo para a chamada festa de pascoelinha, uma tradição que ocorre três semanas depois da páscoa e que movimenta a distante comunidade de Covoada. A festa acontece neste fim-de-semana e conta com patrocínio do JSN

 



A festa da pascolinha é já uma forte tradição em Covoada, ilha de São Nicolau. O evento volta a estar em agenda naquela comunidade que hoje e amanhã domingo recebe, seguramente, vários visitantes que deverão tomar parte na programação preparada por uma associação local.

Toda a comunidade se envolve na preparação desta festa, mas há um rosto que se destaca. Apesar das suas limitações, Pascoal – um cadeirante – dá a cara pela organização. Com ele, várias outras pessoas trabalham os detalhes de uma festa que as gentes de Covoada não querem deixam cair no esquecimento.

Entrando na programação propriamente dita, o nosso informante assegura que o cartaz é o melhor que se pôde ter nas condições que se conseguiu mobilizar. Para além dos torneios em várias modalidades desportivas, haverá música com um artista que reside nos Estados Unidos e com um grupo local de hip-hop. Pela noite e madrugada há animação com um DJ da zona de Fajã.

Para hoje, sábado, haverá dois torneios de futsal, em feminino e masculino que conta com a presença de quatro equipas em representação das zonas de Covoada, Ribeira Prata, Fajã e Estância de Brás.

Segundo a organização, a Câmara da Ribeira Brava assegura a taça para o primeiro lugar do torneio de futsal em masculino e restantes são asseguradas pelo Jornal de São Nicolau, que também se associa a esta festa. Para além das taças do segundo lugar masculino, primeiro lugar do torneio futsal em feminino, de uma outra taça para o melhor grupo organizado nestas comemorações, o JSN contribuiu com tintas para alinhar a placa desportiva que recebe hoje e amanhã os torneios de futsal e outros eventos.
 
Para além destes dois patrocinadores, há alguns parceiros que no dizer de Pascoal também dão valioso contributo na organização desta festa, nomeadamente, a rádio comunitária da Ribeira Brava, e os cidadãos João Fortes e Adão Semedo.

Com a festa praticamente preparada, faltando apenas a hora para começar a acontecer, o nosso entrevistado vai dizendo ser difícil organizar a pascoelinha. Patrocínios têm sido o principal obstáculo, agravado com o facto de ele próprio, Pascoal, ser cadeirante, e ter que correr atrás dos recursos que são sempre escassos.

Problemas à parte, Covoada espera gentes de várias zonas neste fim-de-semana, para que a tradição se mantenha viva e forte. “Com a festa da pascoelinha, a localidade de Covoada será mais valorizada”, estima o nosso informante que promete festa rija na sua comunidade.

Anísia Campinha

 

comments

Comentários (0)

Cancel or

Comentar


Código de segurança
Atualizar

Edição em papel

Brevemente disponível
para download em PDF
(Gratuito)