Festival d’ morna com saldo positivo

Escrito por Editor JSN . Publicado em São Nicolau

Viveu-se em Praia Branca um momento singular. A morna foi rainha, numa noite em que várias vozes homenagearam este género musical

Foi a terceira edição do festival Sodad, evento promovido pela Câmara Municipal no quadro da sua agenda cultural. Na última noite, a música foi rainha, num momento de grande convívio entre músicos e artistas de várias regiões do país.

Os Crazy Brothers, grupo local de Praia Branca, inauguraram o palco, sensivelmente às 21 horas, depois de um atraso de cerca de duas horas no início do espetáculo musical. Os vocalistas do grupo interpretaram vários temas do seu repertório e fizeram jus a um dos momentos mais sublimes desta festa musical. Celly Monteiro, uma adolescente de apenas 12 anos de idade, foi outra voz do município a interpretar no festival. Apesar da idade, a adolescente de Marel Pintôd deixou boas indicações. Seguiram-se outras vozes, umas mais experimentadas do que outras com a festa a prolongar-se até perto das duas da manhã, quando um coletivo de artistas convidados interpretou o tema “sodad dnha terra Saninclau”, da autoria do patrono deste festival, Armando Soares.

Ao dirigir-se para o público, o edil José Freitas de Brito sublinhou a qualidade do certame e assegurou que este festival é para continuar “como uma forte aposta” do município no processo de valorização da morna como património imaterial da humanidade. Também presente no festival, o presidente da Câmara da Boa Vista, Djô Pinto, congratulou-se com esta realização e assegurou que a sua ilha e o Tarrafal vão continuar “juntos a divulgar a morna”.

Na ocasião, o compositor Nhelas Spencer foi apresentado como padrinho deste festival e assegurou tudo fazer para que este evento seja cada vez mais um sucesso nacional e não só.

 

 

AC

 

 

 

comments

Comentários (0)

Cancel or

Comentar


Código de segurança
Atualizar

Edição em papel

Brevemente disponível
para download em PDF
(Gratuito)