Poucos professores da Escola Pedro Corsino de Azevedo estão em greve

Escrito por Editor JSN . Publicado em São Nicolau

 

Na escola secundária Pedro Corsino de Azevedo no município do Tarrafal de São Nicolau, são poucos os professores que estão em greve. A maioria ainda é nova e diz não ter motivos para estar na greve

 

O professor Elton Sequeira que se encontra em greve, diz que participa da greve porque a classe reclama a entrada no quadro do Ministério da Educação, o novo PCCS é desfavorável aos professores, a reclassificação, entre outras reivindicações.

 Elton Sequeira acredita que a falta de união entre os professores daquele estabelecimento de ensino e a falta de informação no município fez com que muitos professores não participassem da greve, mas mesmo assim tentou sensibilizar os colegas para essa luta que segundo ele é de todos: "se agora não têm problemas futuramente poderão ter".

 Apesar de estar triste com os colegas que poderiam ser solidários uns com os outros, este professor de matemática adianta que até ao final do dia espera conseguir mais professores para essa luta.

 Num universo de 34 professores da Escola Secundária Pedro Corsino de Azevedo apenas 4 estão em greve.

 Questionado se houver manifestação no dia 23 de abril e posteriormente congelamento de notas, o professor está decidido a ir até as últimas na sua reivindicação, para que o Ministério da Educação resolva as exigências: "com certeza, e sei que os professores da Escola Lucília Freitas e da Vila da Ribeira Brava também participarão caso seja necessário".

 

AC

 

 

 

 

comments

Comentários (0)

Cancel or

Comentar


Código de segurança
Atualizar

Edição em papel

Brevemente disponível
para download em PDF
(Gratuito)