Senegaleses reúnem-se no Tarrafal para celebrar Seringe Touba

Escrito por Editor JSN . Publicado em São Nicolau

O programa desta quinta-feira decorre ao longo do dia, em Chã de Poça. O presidente da Câmara Municipal associa-se a esta festa num claro sinal de apoio às comunidades africanas no Tarrafal

 


A comunidade senegalesa radicada no Tarrafal comemora esta quinta-feira, 11, a maior festa dos senegaleses, o chamado “Seringe Touba”. O local escolhido para o encontro é em Chã de Poça, devendo ocorrer várias atividades.


De acordo com Ibrahima Seck, um dos dinamizadores da comunidade senegalesa e africana em São Nicolau, essa festa é comemorada todos os anos, pois é a maior festa dos senegaleses e desde que nasceram tem essa tradição. Mesmo em Cabo Verde continuaram a comemorar esta tradição de Seringe Touba. “Os senegaleses têm uma grande adoração pelo padre Seringe Touba”, reforçou o entrevistado do JSN.


"Ele não morreu, não o vemos, mas manda sempre uma prova de que nos acompanha, pois às vezes temos dificuldades, mas é só chamar pelo seu nome que ele nos ajuda”, revelou.


Estima-se em 27 o número de cidadãos senegaleses que residem em São Nicolau, todos no município do Tarrafal. Segundo o programa e a tradição deste dia, começam logo pela manhã com a leitura do “Corão” - que é a bíblia dos muçulmanos - “pedindo a Alá – seu Deus - para viverem em paz, sem problemas, sem dificuldade. Neste momento não fazemos a nossa oração sem pedir ajuda para o vulcão acalmar. Não há nenhum dia que não pedimos a Deus por Cabo Verde, para que continue a desenvolver cada vez mais”, contou-nos.


Sentados em grupo, fazem a leitura do “Corão” ao longo do dia, intercalado com outros eventos. O programa se estende até ao anoitecer. “Espero que depois da cerimónia vemos algo diferente e melhor, porque cada ano sentimos uma coisa diferente, que a vida está a melhorar", realça Ibrahima Seck.


O presidente da Câmara do Tarrafal tem presença confirmada nas celebrações de hoje, um gesto que conforme o gabinete do edil é um “claro sinal” de apoio às comunidades africanas do Tarrafal. “O presidente vai estar com os senegaleses e com a comunidade muçulmana neste dia num claro sinal de apoio às comunidades africanas que vivem na nossa ilha. Eles também são munícipes e dão o seu contributo para o desenvolvimento desta terra”, realçou uma fonte do gabinete do presidente José Freitas de Brito.

 


AC

 

 

comments

Comentários (0)

Cancel or

Comentar


Código de segurança
Atualizar

Edição em papel

Brevemente disponível
para download em PDF
(Gratuito)