Destino Cruel do Juventude em Marcha muito aplaudido no Tarrafal

Escrito por Editor JSN . Publicado em São Nicolau

Espetáculo levou ao palco do recinto do Sr. Padre, uma “lição de vida”, retratada na peça Destino Cruel. Hoje, domingo, há mais na Ribeira Brava

 


Sucesso em toda a dimensão. Assim se pode resumir a apresentação da última noite que levou ao palco do recinto do Sr. Padre o grupo Juventude em Marcha, que exibiu uma das suas mais prestigiadas peças: Destino Cruel, um enredo que retrata a história de dois adolescentes que se apaixonam, acabando por nascer um filho, entretanto indesejado pelo pai da menina, um homem muito rico que se recusa a conviver com pobres.


Aplaudido em cada encenação, Destino Cruel mostra dois lados do mundo: o lado pobre, em que as pessoas se convivem entre si, e o lado rico, em que um único homem se acha mais que todos.

A sua filha, entretanto, tida como “exemplo e honra” da família está gravida de um rapaz pobre, órfão de mãe. Com medo de o pai saber da gravidez, a menina, aconselhada pela mãe, segue com uma tia para uma outra ilha, São Nicolau, longe do pai, onde tem o seu filho que mais tarde regressa à casa.

Num dia de festa, mas o pai rico está ausente em viagens de negócios, a avó materna recebe uma sua prima que traz o neto. O avo paterno chega, encontra as duas famílias em festa na sua própria casa e entra em desespero, alegando que sua família de posses e luxos não pode envolver com gente pobre.

No final, o homem rico arrepende dos seus atos e acolhe a filha, a esposa, o neto e a família dos pais do menino. Uma lição de vida num tempo em que o mundo precisa de solidariedade e de exemplos em todos os níveis.

A organização diz-se satisfeita com o show, que levou um considerável número de fãs do Juventude em Marcha ao recinto. Alírio Cabral Gomes que trouxe o grupo a São Nicolau e ofereceu o espectáculo à paróquia de São Francisco, diz-se “maravilhado” com a apresentação. “As pessoas não se cansaram de aplaudir, riram bastante e julgo que todos estamos satisfeitos”, disse numa primeira apreciação, momentos depois de encerrar o espetáculo.

Hoje, domingo, Juventude em Marcha atua na Ribeira Brava no quadro das festas daquele município, e apresenta a peça Preto no Branco, outra extraordinária criação do grupo.

 

AC

 

comments

Comentários (0)

Cancel or

Comentar


Código de segurança
Atualizar

Edição em papel

Brevemente disponível
para download em PDF
(Gratuito)