MARISA MORAIS: Queixas contra agentes da PN têm sido constantes

. Publicado em São Nicolau

Só em 2013 foram aplicadas 122 penas disciplinares a membros da corporação, resultantes “comportamentos menos próprios”, 67 foram mesmo de demissão. O aumento das queixas, segundo a ministra da Administração Interna, decorre de dois fatores: o aumento da consciência dos cidadãos pelos seus direitos e o facto de a Polícia Nacional levar “muito a sério” estes casos


 

Em entrevista à Inforpress, a ministra da Administração Interna admitiu que as queixas contra agentes da Polícia Nacional (PN) têm sido constantes, decorrente do aumento da consciência dos cidadãos, que conhecem cada vez mais os seus direitos e meios de defesa, mas também porque a PN tem levado “muito a sério” as questões disciplinares.

A ministra indicou que durante 2013 foram aplicadas 122 penas disciplinares: 67 de demissão, 24 de suspensão, 24 de multa, quatro de reforma compulsiva, duas de repreensão e uma de inactividade, resultante de um trabalho rigoroso. Já em 2014, e apenas no período ente janeiro e março, “32 agentes nacionais foram alvo de penas”, resultantes de “comportamentos menos próprios”, nalguns casos tendo por desfecho aposentação compulsiva e demissão.

Comentando acusações de violência policial, Marisa Morais disse não se poder dizer que haja “atitudes sistemáticas de agressão por parte da polícia”, mas admitiu haver registo de algumas situações deste tipo.

com Inforpress

 

comments

Comentários (0)

Cancel or

Comentar


Código de segurança
Atualizar

Edição em papel

Brevemente disponível
para download em PDF
(Gratuito)