Oposição no Maio direciona-se para edil

. Publicado em Política e Cidadania

Grupo independente apoiado pelo PAICV fala em “clima de intimidação” no Maio que regista “perda de esperança” no desenvolvimento

 


A oposição na ilha do Maio está a acusar a equipa do presidente Miguel Rosa (MpD) de não ouvir a minoria e de facilitar emprego apenas a afetos ao partido deixando à margem quem não se alinha com a atual maioria. Em resposta, o edil local desvaloriza esta crítica e responde com realizações. “Estamos a transformar a ilha do Maio profundamente”, assevera Miguel (Michel) Rosa.


A OIAM, grupo independente apoiado pelo PAICV, veio nos últimos dias retomar as suas críticas à câmara municipal do Maio. Uma das questões levantadas é no capítulo do emprego e ao nível da administração local, dizendo mesmo que “o clima de intimidação continua” e que se regista “perda de esperança” no desenvolvimento da ilha com várias pessoas, sobretudo jovens, a abandonar a ilha.


Em reação, Miguel Rosa acusou a minoria de “deselegância” e de “desonestidade política” para de seguida admitir que o discurso usado pela oposição local “já não pega” na sociedade local maiense.


Contundente, Michel diz que “o trabalho está à vista de todos”. De seguida lembra que em cerca de um ano de mandato a sua administração está a “transformar” a ilha “profundamente”. Uma transformação que segundo o edil mostra uma ilha “completamente diferente” de um passado recente. “E próximo ano será ainda melhor”, indicou, confiante.

 

 

 

comments

Comentários (0)

Cancel or

Comentar


Código de segurança
Atualizar

Edição em papel

Brevemente disponível
para download em PDF
(Gratuito)