REDY WILSON LIMA: Revolta do Buzu e despolitização juvenil cabo-verdiana

. Publicado em Opinião

O que falta à juventude cabo-verdiana actual, já que estamos no tal mês da malta (uns mais para cotas outros menos) e do modo "Sigui Sabura" de que fala Rony Moreira, é uma pitada de politização (que convém não confundir com partidarização) e consequente senso crítico


 

Revolta do Buzu (ver vídeo, mais abaixo) é o nome como ficou conhecido o movimento estudantil que parou Salvador da Baía em Agosto/Setembro de 2013. Reivindicando a descida das tarifas dos transportes públicos, estudantes do ensino secundário invadiram as ruas, imitadas um ano mais tarde, no mês de Junho, em Florianópolis, por um outro movimento que ficou conhecido como Revolta da Catraca. O Movimento Passe Livre de São Paulo que em junho de 2013 deu início ao motim urbano brasileiro teve nessas duas primeiras revoltas a inspiração.

Cidades rebeldes: Passe Livre e as manifestações que tomaram as ruas do Brasil, título inspirado no Rebel cities: from the right to the city to the urban revolution de David Harvey, é uma colectânea de autores compremetidos com as causas públicas, os chamados activistas académicos, que junto com os movimentos sociais e demais movimentos colectivos acreditam que um outro mundo é possível. Sobre o conteúdo da obra, concordo com Mauro Luis Iasi quando afirma que "o que move a classe e seus sectores internos de um momento para o outro do processo de conciência não é a propaganda de um sector esclarecido sobre aqueles não esclarecidos, salvando-as das trevas, procedimento agora facilitado por meios digitais de divulgação. Este é um mito que herdamos da burguesia e sua fé na educação, agora apenas actualizado ao saltar da prensa de Gutenberg para os ágeis teclados de smartphones"...

O que falta à juventude cabo-verdiana actual, já que estamos no tal mês da malta (uns mais para cotas outros menos) e do modo "Sigui Sabura" de que fala Rony Moreira, é uma pitada de politização (que convém não confundir com partidarização) e consequente senso crítico. Sem isso, quando as contradições explodirem, rompem violentamente manifestações de conteúdos conservadores tais como o nacionalismo exacerbado, fundamentalismos evangélicos e islâmicos entre outras (re)alienações colectivas ideológicas inimigas da liberdade individual.

Redy Wilson Lima | Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

 

comments

Comentários (0)

Cancel or

Comentar


Código de segurança
Atualizar