ÚLTIMA HORA: Polícia invade escola do Tarrafal para recuperar arma de serviço a “amante” menor

. Publicado em São Nicolau

Um policial da esquadra local invadiu a Escola Secundária Pedro Corsino de Azevedo para se travar de razões com uma aluna menor que, alegadamente, lhe teria subtraído a arma de serviço. O caso está a chocar a população


 

O caso é tema de conversa do dia nas ruas do Tarrafal. Na manhã deste sábado, por volta das 9h30, um agente da Polícia Nacional invadiu a Escola Secundária Pedro Corsino de Azevedo (na foto) para confrontar uma adolescente de 15 anos, com quem supostamente mantém relações íntimas, e que alegadamente lhe teria subtraído a arma de serviço.

A aluna tentou fugir ao agente, altura em que um professor terá intervindo sugerindo ao policial que abandonasse o estabelecimento de ensino. O que veio a acontecer.

Os factos terão ocorrido num dos corredores da escola, junto à porta que dava acesso a uma aula de Estudos Científicos, e o professor que interveio foi o docente desta disciplina. Segundo a nossa fonte, o professor terá dito ao agente não ser aquele o local apropriado para interrogar a aluna e que, a ser necessário, esta deveria ser chamada à esquadra.

Direção da escola reúne segunda-feira

O JSN sabe que a diretora da escola já teve conhecimento do incidente e que, na próxima segunda-feira, o caso será apreciado para posterior reação. Mas a nossa fonte considera que a atitude do agente foi muito mal aceite entre a comunidade escolar.

Outra informação que foi possível apurar é que a aluna em questão já criou vários problemas dentro do estabelecimento de ensino e que, ainda na semana passada, se envolveu numa briga com outras alunas. Problemas que, segundo a nossa fonte, se arrastam desde o passado ano.

Chefe da Esquadra não confirma nem desmente

Abordado pelo JSN, o Chefe de Esquadra do Tarrafal, José Carlos, alegou não estar ainda em condições de confirmar ou desmentir a informação. O oficial disse não ter conhecimento das razões que terão levado o agente a ir à escola e que ainda não tinha conversado com ele sobre o assunto, mas garantiu que irá averiguar a situação e agir em conformidade.

JSN irá continuar a acompanhar este caso e retomará a notícia em próximas edições. 

 

comments

Comentários (2)

Cancel or

  • Lamentável. E pensar que se aprovarou nos teste de aptição à agente policial. Marginais é o que não falta na corporação da Polícia Nacional.
  • Toda a gente sabe que boa parte dos polícias do Tarrafal foram transferidos para lá por castigo. Os génios da direção da PN colocam numa terra sem problemas de delinquência polícias delinquentes. Investiguem a fundo!!! Drogas, alcoolismo, abuso de menores está no ADN de alguns deles. A direção da PN quer transformar uma terra pacífica num antro de bandidos. É preciso limpar a Polícia e correr com estes delinquentes!!!

Comentar


Código de segurança
Atualizar

Edição em papel

Brevemente disponível
para download em PDF
(Gratuito)