ITÁLIA: Emigrantes solidários com doentes evacuados em Portugal

. Publicado em 11ª Ilha

A comunidade, a um apelo da escritora Grace Beatriz, está a mobilizar-se para o auxílio aos doentes que sobrevivem em miseráveis pensões de Lisboa, praticamente abandonados pelo governo. O crescendo de indignação e solidariedade está a fazer-se sentir em várias cidades europeias onde vivem caboverdianos


 

Os emigrantes caboverdianos residentes em Itália estão a organizar um almoço-convívio para recolha de fundos de apoio aos doentes evacuados em Portugal que, como temos referido nestas páginas, vivem na capital portuguesa em pensões miseráveis (na foto), com condições desumanas e indignas, praticamente abandonados pelas autoridades de Cabo Verde.

A mobilização decorre de um apelo feito pela escritora caboverdiana Grace Beatriz (na foto, com um menino que superou um grave problema oncológico), que dirige a Dany Foundation, uma organização que tem vindo a apoiar precisamente os doentes evacuados em Portugal.

A Dany Fundation está também empenhada em organizar uma conferência em Cabo Verde para um debate aberto e sério sobre o problema dos deslocados, mobilizando a sociedade do arquipélago e da diáspora. “O meu objetivo é convencer o governo caboverdiano que isto não pode continuar e, por isso, vamos organizar a conferência”, disse ao JSN Grace Beatriz.

As ações promovidas pela fundação começam a dar resultados, mobilizando até pessoas estranhas à comunidade caboverdiana, como é o caso de gente ligada à política e ao movimento associativo, nomeadamente em Itália. Mas a atividade da organização de Grace estende-se também à Holanda (onde reside a escritora) e ao Luxemburgo, entre outros. As pessoas da comunidade começam a deixar a indiferença e mobilizam-se para o que for necessário. E a isso não é alheio o trabalho de denúncia que Grace Betariz tem vindo a fazer em vários países da Europa, nomeadamente através dos meios de comunicação social.

Vários jornalistas têm vindo a disponibilizar-se para apoiar no que for possível os doentes caboverdianos deslocados em Lisboa, como é caso da jornalista caboverdiana Aleida Vieira, que tomou em mãos a tarefa de organizar a conferência no arquipélago.

O almoço-convívio realiza-se a 28 de setembro, em Roma, no Viale Tor di Quinto (57b) e custa vinte euros. As reservas podem ser feitas através dos seguintes contactos telefónicos: 3488276047 (Dulcineida Esposito), 349866594 (Andreza Ramos), 3661132673 (Erika Costa) e 3495078942 (Rita Maria Borges Dalmeida). 

 

comments

Comentários (1)

Cancel or

  • A situaòao dos doentes evacuados para Portugal é uma tamanha "VERGONHA" para o governo de José Maria Neves, quando ele mesmo diz que Cabo Verde é um Pais de desenvolvimento medio. Esta que é A TRANSFORMAçAO DE CABO VERDE??
    VERGONHA, imaginar a situaçao dos doentes em Portugal a viverem em condiçoes desumanas enquanto que a Embaixadora Madalena Neves é apartado num Palacio de luxo pagado pelo estado de Cabo Verde + de 300 contos mensais enquanto os doentes vivem em habitaçoes de ratos e baratas como se fossm porcos em pocilgas.

Comentar


Código de segurança
Atualizar

Edição em papel

Brevemente disponível
para download em PDF
(Gratuito)