NELSON BRITO: São Nicolau tem que ser sempre uma prioridade para o MpD

Escrito por Editor JSN . Publicado em Grande Entrevista

O deputado e coordenador do MpD em Tarrafal fala do mau estado em que São Nicolau se encontra, com uma fraca atividade económica, alta taxa de desemprego, perda constante de população, para explicar a sua tese de que esta ilha tem de ser prioridade. “Apenas o governo do PAICV não entende isso”, atira, em jeito a crítica

 


O presidente do MpD é esperado amanhã em São Nicolau, para uma visita de três dias. Na antecipação, o JSN entrevistou o coordenador do MpD no Tarrafal que destaca a importância que o seu partido dá à ilha de São Nicolau.


Nelson Brito que é também deputado da Nação, destaca a segunda visita do presidente do MpD a São Nicolau, num espaço de 9 meses, dizendo mesmo que Ulisses Correia e Silva “está a cumprir com a sua palavra”.


O líder dos democratas chega à frente de uma delegação integrada por mais 4 dirigentes nacionais (Fernando Elísio Freire, Janine Lélis, Miguel Monteiro e Lourenço Lopes) para cumprir uma intensa agenda, na Ribeira Brava e no Tarrafal, focalizada em aspetos relacionados com a saúde e o mau ano agrícola, essencialmente.


Mobilizar as bases do partido, encorajar as estruturas do MpD na ilha, transmitir solidariedade política ao presidente da Câmara do Tarrafal, são outros objetivos da missão, numa ilha que nas palavras do nosso entrevistado “tem que ser sempre uma prioridade para o MpD”.


JSN - O presidente do MpD visita São Nicolau no fim-de-semana. É a segunda visita de Ulisses Correia e Silva num espaço de 9 meses. Esta presença significa atenção redobrada do MpD para com a ilha?
Nelson Brito - Significa que Ulisses Correia e Silva e o MpD consideram São Nicolau muito importante, assim como todo o país. O nosso presidente quer vir mais vezes a São Nicolau, para estar mais tempo entre nós, e mais próximo das nossas gentes, para constatar os nossos problemas e os nossos anseios, para ouvir as dificuldades e aspirações das nossas gentes.


Nós todos acompanhamos as notícias, e sabemos que Ulisses é um homem muito ocupado, com uma agenda intensa. Para além de presidente do MpD, ele também preside a Câmara Municipal da Praia, onde aliás tem feito um extraordinário trabalho, com resultados palpáveis. Apesar de muito ocupado, ele consegue programar para nos visitar. É verdade que esta será a segunda visita do nosso presidente num horizonte de 9 meses, ele está a cumprir com a sua palavra de nos visitar duas vezes em um ano.


Consta que ele vem acompanhado de dois vice-presidentes, Elísio Freire e Janine Lélis. Podemos admitir que São Nicolau é uma prioridade para o MpD?

São Nicolau, pela sua história política, tem que ser sempre uma prioridade para o MpD. Se juntarmos a isso o mau estado em que a ilha se encontra, com uma fraca atividade económica, uma alta taxa de desemprego - sendo Ribeira Brava o Município com maior desemprego no país -, e com a perda constante de população, acredito que todos conseguem entender que São Nicolau é, e tem que ser, uma prioridade entre as prioridades. Ao que parece, apenas o governo do PAICV não entende isso. O MpD é diferente e como tal fazemos diferente, parafraseando o nosso lema.

 

Como será a agenda de Ulisses em São Nicolau. O que vai acontecer em concreto?

A visita decorrerá entre sábado e segunda-feira. Ulisses Correia e Silva tem dois grandes encontros com os militantes, amigos e simpatizantes do MpD e com as populações de uma forma geral. No sábado, pelas 18h30, vamos estar na escola central na Ribeira Brava, e no domingo, pelas 18h30 estaremos no Tarrafal, no recinto do Sr. Padre. Aproveitamos para renovar o convite às pessoas para virem aos encontros, dialogarem com o presidente Ulisses e sua delegação. Vamos ter outros dirigentes do MpD no encontro. Para além do presidente, estarão os vice-presidentes Elísio Freire e Janine Lélis, ela que é articuladora entre São Nicolau e a Comissão Política do partido, e estará ainda o colega deputado Miguel Monteiro, e o dirigente Lourenço Lopes. Vai ser um momento de grande convívio entre o MpD e as gentes da ilha.


Quanto ao programa, está confirmada uma visita ao novo delegado de Saúde, para se inteirar, melhor, da situação da saúde em São Nicolau, dos constrangimentos que vimos denunciando no parlamento, da precariedade do sistema de saúde na ilha, de entre outros.


Iremos visitar a fábrica SUCLA, que como todos sabem é uma importante unidade empregadora no Tarrafal. O MpD vai apurar melhor a situação desta unidade conserveira, conhecer por dentro os seus constrangimentos para, assim que chegar a governo, em 2016, poder equacionar respostas eficientes e eficazes para esta fábrica que já foi e pode voltar a ser, um verdadeiro motor de desenvolvimento de São Nicolau. Vamos também visitar o projeto do Museu de Pesca, anexo à SUCLA.


Ulisses Correia e Silva terá ainda oportunidade de estabelecer um diálogo direto com os homens e mulheres do mar, quando visitarmos o cais de pesca e os pescadores/peixeiras do Tarrafal. O nosso presidente quer sentir o pulsar deste setor, ouvindo na primeira pessoa, quem lida diretamente com o mar.


Terá, ainda, ocasião de desenvolver duas reuniões muito importantes com a ORAC e a CRP, duas instituições que lidam com questões muito sensíveis, que são as associações comunitárias para o desenvolvimento e a luta contra a pobreza. Aqui é mais para auscultar os dirigentes e ter uma noção ampla de como vai a ilha nestas duas matérias.


Outro momento digno de realce é a visita ao presidente da Câmara do Tarrafal, eleito nas listas do MpD, e à sua vereação. Será, essencialmente, um momento para trocar informações, dialogar e acertar pontas dentro da estratégia global do MpD para as autarquias.


Seguramente que Ulisses Correia e Silva irá ao encontro das pessoas, nas zonas…
É claro que sim. O diálogo com as pessoas é constante no MpD e estando aqui o presidente aproveitamos para reforçar este contacto. Nesta visita, gostaria de destacar o diálogo com pessoas nas duas cidades da ilha, em Preguiça, no vale da Ribeira Brava, na zona leste, Carvoeiros, vale da Fajã, com passagem por Estância de Brás e Queimadas, bem como o contacto com as pessoas de Cachaço e Cabeçalinho.


Sabe-se que Ulisses vem presidir duas assembleias políticas, uma na Ribeira Brava e outra no Tarrafal. Algum tema em específico nestes encontros com os militantes?
Essencialmente questões do partido, nomeadamente, a nível de mobilização e preparação para os anos de 2015, que será um ano pré-eleitoral, e de 2016, ano de três eleições, em que o MpD quer estar preparado para vencer. Há também questões fundamentais ligadas à ilha e sua gente, nomeadamente, o mau ano agrícola, o desemprego, a falta de rendimentos para as famílias e a saúde.


Que outras preocupações irão discutir com o presidente do MpD?
O mau estado da economia da ilha e seu retrocesso por culpa do governo central, a perda de população, a juventude, os transportes, as pescas, a educação, a gestão da coisa pública e a eletrificação, que como sabe é um problema ainda na nossa ilha, onde existem zonas sem acesso a esse bem fundamental para o desenvolvimento.


São Nicolau é duas realidades para o MpD. Na Ribeira Brava são oposição e no Tarrafal lideram a Câmara e Assembleia: naturalmente que os discursos serão diferentes num e noutro. Perguntamos, no horizonte 2016 qual é a meta do MpD na ilha?
O grande objetivo do MpD para São Nicolau, em 2016, já está definido e é muito claro: é ganhar as eleições legislativas e autárquicas nos dois municípios da ilha. É necessário ganhar de forma expressiva para governarmos bem aqui e a nível nacional para as pessoas e junto delas. Outro objetivo é ganhar as eleições presidenciais. Iremos mobilizar tal como nas legislativas e autárquicas para apoiar o candidato que o MpD entender reunir melhores condições para disputar a presidência da república.


Estamos motivados, estamos empenhados, temos cada vez mais pessoas a acreditar nos valores e princípios do MpD e acreditamos que vamos tirar o país do sufoco com uma expressiva vitória do MpD, em 2016.


Anísia Campinha

 

comments

Comentários (0)

Cancel or

Comentar


Código de segurança
Atualizar

Edição em papel

Brevemente disponível
para download em PDF
(Gratuito)