Estado descarta participação no capital da Binter

Escrito por Editor JSN . Publicado em Economia e Negócios

Informação foi avançada pelo ministro das Finanças, Olavo Correia, em sede de audição parlamentar sobre a gestão da TACV

 



O Estado não vai adquirir 19 por cento do capital da companhia Binter Cabo Verde, indicou o ministro das Finanças e Administração Pública.


Olavo Correia que falava em audição parlamentar na comissão especializada de Finanças e Orçamento sobre a gestão da TACV, deixou claro que os 19 por cento que o Estado tinha intenção de adquirir, juntamente com outros 30 por cento, perfazendo um total de 49 por cento de participação naquela companhia privada, não vai acontecer. Justificou com o fato de não ser interesse do Estado ter participação no capital da empresa.


Precisou que os 19 por cento vão ser colocados à venda no mercado, em função do valor da empresa, e posteriormente os 30 por cento vão ser alienados.


“Só estamos a entrar no capital social numa fase transitória para garantir que o processo de transição se faça com eficiência”, comentou o ministro para quem não faz sentido vender uma empresa pública para criar outra.


“O que importa não é veículo, é o serviço dos transportes aéreos” observou, acrescentando que desde que os serviços de ligações entre as ilhas estejam a ser prestados de forma “idónea, capaz e segura” e com “qualidade”, o Estado não tem que fazer concorrência.


Por outro lado, o ministro indicou que o valor a pagar pela participação do Estado naquela companhia privada pode ser aplicado noutros setores, nomeadamente, educação, saúde e segurança.

 

 

 

comments

Comentários (0)

Cancel or

Comentar


Código de segurança
Atualizar

Edição em papel

Brevemente disponível
para download em PDF
(Gratuito)